terça-feira, 2 de fevereiro de 2010




Gato Mourisco ou Jaguarundí (Puma yagoauroundi)


Esta espécie esquiva e quase desconhecida de felideo brasileiro, prima menor da suçuarana ou onça parda (Puma concolor), possui ampla distribuição na América Latina Selvagem e muito a cerca de seus hábitos e mesmo suas populações são completamente desconhecidas. É uma espécie muito social e com uma ampla gama de sinais sonoros e visuais (displays) que usa para se comunicar com outros individuos. Possui hábitos noturnos e diurnos, não frequenta muito grandes alturas do solo em árvores e ao contrário disto, prefere caminhar e correr por dentre matas, campos abertos e cerrados onde prefere caçar preferencialmente pássaros desavisados, preás, cutias e mesmo lebres ou tatus. Pode chegar a pouco mais que 50 km/h e usa sua cauda como leme para se equilibrar e fazer manobras para a captura de presas, podendo também saltar a grande altura do solo considerando seu tamanho total de pouco mais que 1m comprimento. Pode chegar a 9 kilos e geralmente dão a luz de 1 a 2 filhotes, que são dependentes dos pais até por volta de 8 meses, sendo desmamados aos 2 meses de vida.

No noroeste do estado de São Paulo este felino vem se tornando raro, pois embora de ampla distribuição não é abundante e necessita de áreas preservadas para manter suas populações estáveis e fora da mira das espingardas e cachorros da populaçõe rural (uma vez que sem seu habitat natural pode causar prejuízos, atacando criações domésticas).

A preservação de seu habitat é de extrema importância, o conhecimento, admiração e respeito por sua existência deve ser lembrada por todos que apreciam nossa fauna brasileira e lutam por uma mundo natural mais justo.

Visitantes desde Fevereiro de 2010